Arquivo de abril, 2006

temporal

Posted in Uncategorized on abril 24, 2006 by Unsere Welten

Questões resolvidas… quesões mal resolvidas… como saber se ela estão enterradas? Não pretendo desenterrar pra saber… quanto tempo resistirao vivas essas coisas enterradas? Certas coisas me confundem, confundem o tempo, confundem o passado, o presente e… o futuro? O futuro sempre será incerto, o presente talvez menos confuso, e a vezes acho que ele começa a se confundir e… refletindo sobre isso tudo percebo que quanto mais tento entender mais tudo foge de minha compreensão. De presente, passado e futuro… não quero pensar em nenhum dos três.

Bah

Posted in Uncategorized on abril 23, 2006 by Unsere Welten
to com febre… to mole… tudo que consegui comer foi uma batata cozida e amassada… bah 😦

Que dia chato

expremendo… cérebro?

Posted in Uncategorized on abril 17, 2006 by Unsere Welten

Inquietude, vazio, insatisfaçao..é como querer gritar e nao ter voz, tentar espremer um limão seco na esperança de restar uma gota, e espreme, cansa, e nao sai, e nao encontro outro limão e como se eu desistisse de encontrar limões quero expremer uma laranja, mas eu teria que jogar fora todos os limões que ja expremi. Que desespero, que sensação horrivel! Vou trucidar um limão seco até que eu encontre um limao farto, lutando contra a desesperaça de que nao existem mais limões em meu terreno vejo pés de laranja, laranjas que nao se mostram promissoras, um risco de jogar todo o limão expremido sem a certeza de que ha suco naquelas laranjas, isso me dá um pouco mais de força pra nao desistir de encontrar e expremer mais um limão.

A morte da flor

Posted in Uncategorized on abril 10, 2006 by Unsere Welten
Meu amor sem você é como uma flor sem água e sem sol.

Aqui jaz uma linda florzinha.

Tempos de paz

Posted in Uncategorized on abril 9, 2006 by Unsere Welten
em casa estou em paz, se me engano nao me importo, se me iludo? não me importo! to vivendo e vivendo e vivendo. Não espero por nada, sonho e apenas sonho! Ilusão, realidade, uma combinação perfeita. Alucinação? Talvez! Mas que importa? Sorrir sozinha é a melhor coisa do mundo!
 
"E ali logo em frente a esperar pela gente o futuro está
E o futuro é uma astronave que tentamos pilotar
Não tem tempo nem piedade
Nem tem hora de chegar
Sem pedir licença muda a nossa vida
E depois convida a rir ou chorar
Nessa estrada não nos cabe
Conhecer ou ver o que virá
O fim dela ninguém sabe
Bem ao certo onde vai dar"

Balbúrdia Balbúrdia

Posted in Uncategorized on abril 6, 2006 by Unsere Welten
– Temos hambúrgueres, precisamos de batatas fritas para acompanhar os hambúgueres! Vamos solicitar batatas!
– Só entro nesse se, ao invés de fritar as batatas, assarmos elas!
-Só gratinada com queijo!
– Mas hambuguer com batata assada?
– troquemos o hamburguer por lombo!
– Lombo? lombo é mais caro!
– Vamos então cozinhar as batatas e trocar o lombo por frango!
– Na panela de pressão?
– Gente, já temos os hambúgueres…
– ah…
– mas… já?
– já
– mas frago é melhor
– prefiro lombo
– Mas já temos hambugures, só faltam as batatas pra fritar, só isso!
– Que hambuguer?
– ai…
– Ninguem deveria ter comprado hambuguer sem antes consultar a maioria!
– eu prefiro cenoura cozida!
– e hambuguer de frango?
– Já temos os hamburgueres!
– entao fritemos as batatas
– mas antes precisamos que todos concordem com as batatas!
– Eu não acho isso justo.
– …
– …!
– …. … .., …..!!!!
– …
 
Ao vencedor, as batatas.
 

Arrozinhos memoráveis

Posted in Uncategorized on abril 5, 2006 by Unsere Welten
E então chegou alguém para tomar posse. Segui para a sala, vazia, abafada e cautelosamente analiso o ambiente, não estava a vista nenhum arroz, nem no chão, nem na mesa, nem nas cadeiras, haviam limpado os arrozinhos do incidente do dia anterior, posso então tranqüila e gentilmente solicitar que o nomeado acomode-se na cadeira.
Nunca esquecerei aqueles malditos e nojentos arrozinhos amarelos que pulavam na mesa, nos papéis e no meu braço, um feito lastimável.

ARGH!

%d blogueiros gostam disto: