devaneios

Nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia, tudo muda o tempo todo no mundo, eu fecho os olhos e tudo vem num caleidoscópio sem lógica, apenas por um momento, e o momento se foi. Nada ficou no lugar, todos os meus sonhos passam diante dos meus olhos e tudo isso não passa de poeira ao vento, tudo que somos é poeira ao vento. Tudo se desfaz, e vai embora, não volta. E depois do começo o que vier vai começar a ser o fim em um caleidoscópio sem lógica. Eu quero quebrar essas xícaras e reconstruir estilhaços.

Uma resposta to “devaneios”

  1. Tem coisa melhor que jogar palavras ao vento dando asas a devaneios?😄
    Gostei, hehehe.
    beijinho!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: