O Limite da Linguagem

A linguagem escrita ou falada é uma barreira à nossa capacidade de expressão. Quando a escrita não existia e o pensamento não se dava através de palavras, eram as pessoas capazes de expressar-se mais profunda e verdadeiramente? A linguagem verbal pode ser lapidada, trabalhada para esconder ou tentar demonstrar sentimentos por detrás das curvas linhas que compõe cada caractere. Nossos pensamentos ocorrem em alguma língua, quando refletimos, pensamos, imagens sempre são dominadas por palavras imaginárias que surgem na nossa mente tentando formar algum raciocínio lógico, ou simplesmente perdem o controle da razão, porém sempre tentando encontrá-lo.

I could write it in English o podría hasta mismo escribir en español, futuramente até em alemão, mas escrevo mesmo em português. É interessante perceber que apesar de aprendermos outros idiomas, nossas reflexões internas sempre acontecem em nossa língua natal, aprendemos a sentir em nossa língua, e acabamos nos limitando à palavra, e isso se tornou ainda mais claro ao encontrar expressões em inglês que exprimiram algo que nunca tinha pensado em português antes, e nesse ponto o pensamento inglês flui tão naturalmente quanto minha língua ainda que em uma curta expressão.

Não falo de pensar em inglês, alemão, espanhol ou qualquer outra língua enquanto nos comunicamos em inglês, alemão, espanhol ou outra língua, mas falo de nossas reflexões, nossas idéias, nossos pensamentos vagos, nossa mente viajando em busca de respostas ou simplesmente vagando desligada do tempo e do espaço.

Aprendemos a sentir de acordo com o que nossa linguagem é capaz de expressar, a palavra saudade tão específica da língua portuguesa é um dos maiores exemplos, ou até mesmo o conceito de ser e estar que são tão diferentes, porém em algumas línguas são reunidos em apenas um senso, seja o “to be” em inglês ou “sein” em alemão. Ser é uma condição essencial e permanente, ao passo que estar é uma condição variável relacionada a um momento ou a uma situação. Como podem então “ser e estar” serem resumidos à uma única palavra? Se quero dizer “Eu estou triste” em inglês isso será “I’m sad”, se quero dizer “Eu sou triste” em inglês isso também será “I’m sad”.

É a pobreza de uma língua analisada através de outra língua, porém todas as línguas serão pobres diante de uma troca de olhares. Experimente fazer isso profunda e verdadeiramente algum dia, talvez sua vida nunca mais seja a mesma e sua forma de perceber o mundo sofra uma drástica alteração.

2 Respostas to “O Limite da Linguagem”

  1. International Observer Says:

    Simplesmente foda.

  2. Bonito Rob’s!!!
    Nada pode mesmo expressar mais a “alma”…que o olhar…
    Adorei…
    Beijão!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: