Arquivo para fevereiro, 2009

Peek-a-boo!

Posted in My World on fevereiro 14, 2009 by Unsere Welten

She couldn’t find a word to say

Or wouldn’t even know what to do

Like a mind getting a delay

In a stupid game peek-a-boo!

It wasn’t what she was looking for

but it’s what was going to be found

It could be that, nothing more!

just to realize what was going around

She couldn’t say “hey, you are not the one!”

As she would miss a friend

Thinking it would just be gone

To find who she really wants at the end.

Uma relação

Posted in Meu Mundo on fevereiro 6, 2009 by Unsere Welten

– Eu gosto de você

– Eu também

– Mas eu não quero namorar…

– Nem eu!

– Perfeito.

– Mas…

– Mas o quê?

– Porque exatamente você não quer namorar?

– E porque haveríamos de namorar?

– Ora, porque eu gosto de você, você gosta de mim… seria até natural.

– Mas não estamos bem assim?

– Estamos mas… sei lá, já que estamos juntos, talvez fosse bom assumir de vez. Não?

– Mas eu assumo! Todos sabem que adoro você,  e também sabem que você gosta de mim. Estamos assumidos, não estamos?

– Pensando por esse lado…

– E tem mais, pensa só: na nossa relação, presentes não são obrigações do dia dos namorados,  então você não precisa se preocupar em lembrar da data, mandar flores ou escrever declamando a lua.

– Mas eu gosto de escrever, e também as vezes sinto vontade de lhe presentear.

– E eu adoro ganhar presentes! Ainda mais quando são assim, espontâneos e sem obrigação.

– Acho que estou te entendendo, somos felizes por estarmos com quem gostamos mas sem a obrigação do namoro.

– Claro, temos tudo que qualquer casal tem, só que somos livres!

– Livres em que sentido?

– Você pode combinar de sair com seus amigos ou viajar e apenas me comunicar, sem que você precise me consultar ou se preocupar se vou ficar chateada,  porque isso é coisa de namorados,  e namorados são chatos e brigam. Nós não brigamos, porque apenas gostamos um do outro.

– Sabe que fico até aliviado por você pensar assim?

– E eu estou aliviada porque você está aliviado porque eu penso assim! Você é do mundo, não para quieto, corre pelos campos que quiser. E foi por essa personalidade que eu me apaixonei por você assim, se você se prendesse a mim, seria outra pessoa. Que graça teria?

– E você não sente ciúmes?

– Que pergunta! Claro que sinto, eu tenho sangue correndo nas veias!

– Ah que bom, ficaria até triste se não sentisse! hehe

– Eu sinto, eu sei que você também sente, mas e daí? Ciúmes eu tenho até de amigos, mas que direito tenho de interferir na vida de quem eu amo? Eu não gosto que interfiram na minha… por isso não temos obrigação de namorados, temos apenas o prazer de estar com quem gostamos! Aliás… nossa, tá em cima da hora! Esqueci de te avisar, to indo pra Alemanha e devo voltar daqui umas duas semanas.

– Mas já vai?

– Sim, tenho que correr pra fazer o check-in.

– Ok! Depois nos falamos então, me liga quando chegar lá?

– Claro né, vou sentir saudades!

– Eu também!

[Pausa para abraço e beijo na boca]

– Tchau!

– Tchau!

Os bons morrem jovens

Posted in Uncategorized on fevereiro 3, 2009 by Unsere Welten

Eu te encontrei hoje ao fim da tarde, te dei um pouco de atenção e briguei porque você me mordeu, bronqueei porque você arranhava o sofá e rolou pelo chão brincando com o chinelo. Era a última vez que eu te veria assim, era o último momento mais feliz de nossas vidas antes de você ir embora tão subitamente e sem explicação.  E agora daria o que eu pudesse para ver outro arranhão no sofá, levar outra mordida e coçar meu nariz com os pêlos espalhados pela casa, porque era cedo demais…

%d blogueiros gostam disto: