2010

Não desejo para 2010 amor, paz e felicidade, pois isso não depende de desejo já que é feito de vontade. Vontade humana já esquecida, ofuscada pelo egoísmo que encara o abismo da decência da humanidade. Não sei mais o que é honestidade, uma palavra que há muito perdeu o sentido, mas eu não peço muito, só um pouco de verdade. Que venha o próximo ano, não cheio de paz e harmonia, mas cheio de vontade para entender que muito mais que apenas desejo, é preciso agir com amor e sabedoria.

Eu não desejo saúde e educação, mas espero coragem para que lutemos por todas as condições sem depender da caridade. Que as escolas não tenham amigos, mas professores bem pagos e qualificados. Que as famílias não tenham bolsa, mas condição de viver sem ela. Que doações de qualquer natureza não aliviem sua consciência, porque elas não resolvem o problema e te desobrigam de pensar, de agir, de refletir e mudar o que quer que seja.

Não, não quero mais um texto de palavras vazias, quero a consciência entendendo o que é a alegria, não um mundo de cegos que continuam desejando a mesma coisa todo final de ano, sem qualquer propósito ou ideal, cheio de desejos sem vontade e ausência do senso de realidade.

Não! Eu não peço muito, só um pouco de bom senso, da próxima vez que for a padaria e receber o troco errado, não pense que foi esperto por não avisar o empregado. Você não ficou mais rico por ganhar algum trocado, só empobreceu a humanidade deixando o seu legado. Legado de corrupção, de pobreza, pobreza de espírito e fraqueza.

Eu não peço muito, só um pouco de decência. A corrupção que vem de cima nos enoja, e a que vem de baixo não se releva. Mas que em 2010 fale mais alto a sua consciência, porque se você nada vê de mal em ser esperto como tal e entende que para seguir em frente deve fazer como toda gente, pois não há mais quem seja decente, lamento lhe dizer que não adianta desejar alegria, saúde ou prosperidade, pois nada disso pode ser verdade, se não puder conhecer o mínimo de honestidade.

Que seu desejo seja feito de vontade, que a vontade seja mais do que a verdade e não se constitua apenas de palavras. Que o ano não inicie apenas cheio de esperança, se sim repleto de mudanças. Mas a esperança não se deve perder, uma vez que sem ela não haveria qualquer colorido e na vida não consistiria qualquer sentido. Que seu ano seja cheio de amor, esperança, mudança e atitude. Entretanto, não esqueça da abundância, da cerveja e da comida, porque sentimentos não enchem o estômago, e de barriga vazia não existe paz, amor ou alegria. Feliz 2010!

Anúncios

2 Respostas to “2010”

  1. Comoveu. Faço minhas tuas palavras.
    E que em 2010 tenhamos ainda essa capacidade de nos indignarmos perante a lei do menor esforço e da indiferença.

  2. marinices Says:

    Isso aí meu, bota pra quebrar ! Feliz 2010

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: