Cerimônia do Picadeiro

Hoje foi a cerimônia do Picadeiro. Com a diplomação e posterior posse dos futuros parlamentares, o governo consolidou-se em uma grande grande piada. O Tiririca não é o palhaço, ele é a piada da qual ele mesmo ri, enquanto nós, os palhaços, choramos. E mesmo quando a grande parcela dos palhaços coloca no poder candidatos que não poderiam estar ali, nem o Ficha Limpa barra o Maluf que, passando por cima da lei, transforma-a em um grande rolo de papel higiênico usado para limpar a bunda.

É meus amigos, consciência é um bem cada vez mais raro de se encontrar, e quando você encontra, não estão em um número suficientemente grande para causar algum barulho. Parece que a consciência está em extinção e acaba sendo uma grande desvantagem tê-la, pois quem não tem sofre menos, está sempre rindo. É fácil ser feliz quando não se está ciente de estar vivendo na própria merda. Pra que saber em quem votar? Basta votar na piada que vai te fazer rir.

Quando alguns conscientes se revoltam e resolvem fazer barulho, não sabem fazer no lugar certo. Ao fazer um protesto cuja consequência é engarrafar ainda mais uma cidade caótica como São Paulo, o resultado será muitos paulistanos emputecidos, e aqueles que deveriam ser atingidos assistirão pela TV em suas confortáveis residências, sustentadas pelo salário astronômico aumentado em mais de 60%, aos palhaços fazendo bagunça. E tudo o que eles farão é dar risada de lá do alto do picadeiro.

Que venham os manifestos! É bom se mexer de vez em quando, mas atinja quem se deve atingir, e talvez seja o caso de, ao invés de apenas participar de manifestos, tomar consciência também antes de votar. Não se esqueça também de analisar e avaliar o seu caráter, porque somados, os caráteres de cada indivíduo compõem o caráter de uma sociedade, e é da sociedade que saem os políticos. Mas se é pra queimar pneus, talvez fosse melhor fazê-lo em frente ao parlamento, o centro do picadeiro, ao invés de criar mais um transtorno na vida de tanta gente.

Uma resposta to “Cerimônia do Picadeiro”

  1. Vejo agora que na época em que publicado foi, este texto de forma alguma lido eu teria, pois com a revoltada articulista, puto me encontrava ainda. Como hoje as coisas consertadas estão, sua angústia com essa desclassificada corja entender consigo, mesmo achando que o Coringa Tiririca e o Duas-Caras Ladruf, únicos bandidos nesta história não são.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: