O fim das ideias

Uma das maiores preocupações da humanidade é o esgotamento dos recursos naturais severamente explorados no meio ambiente. Há quem se preocupe com a escassez do petróleo, dos recursos minerais e a falta de água; eu me preocupo com o fim das ideias. Boas ideias são mais valiosas que os minérios de ferro, tão vitais quanto a água e quase tão irrenováveis quanto o petróleo.

Quando eu abro um livro e me deparo com um belo e divertido texto, percebo que aquela foi a ideia que o autor descobriu antes de mim, poderia ser exatamente o tipo de coisa que eu escreveria, mas ele foi o pioneiro; essa ideia já não mais está disponível no mundo das ideias a serem descobertas. Quanto mais ideias são descobertas, mais eu vejo que estou perdendo as minhas; e boas ideias passaram a ser um bem tão raro que existem quadrilhas especializadas em roubá-las, porque essas são incapazes de gerá-las.

Já dizia Lavoisier que na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma. Mas grande parte das novas ideias já não são como reações químicas, que combinam velhos elementos para gerar um novo composto; há muito tempo essas transformações por meio da releitura não geram novos elementos, geram velhos clichês. Portanto, ao conceber uma boa ideia (que não seja uma pinga), cuide-a; pois, no real mundo das ideias, além de ser rara, nem sempre se dá a César o que é de César.

2 Respostas to “O fim das ideias”

  1. Apropriando-se cinicamente da máxima do notório francês, dizia um certo velho guerreiro que “no mundo nada se cria, tudo se copia”. E como plagiador descarado que sou, inspirado pela sua alusão à nossa famosa beberagem Cinco ponto Um, peço licença para usurpar o direito de reproduzir o genial slogan publicitário de outro tradicional destilado: “…você também pode alcançar a imortalidade, basta uma única idéia notável”. Parece fácil, mas fiquei até doente quando encanei com essa “idéiafix”. Então resolvi que deturpar as idéias alheias, se não é necessariamente genial, pelo menos é divertido, hehehe

  2. Unsere Welten Says:

    Deturpar ideias alheias, manipulá-las de forma que comprovem aquilo que queremos provar. Haveria aí um pouco de sofismo? De qualquer forma, é sim original hehe ;P

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: