Sem título

O fim de relacionamento é como a morte, é preciso enterrar e viver o luto para conseguir seguir em frente. A dor de amar alguém sem ser correspondido é como respirar um ar cortante, sinto o desespero de tentar livrar-me da dor que me consome por dentro sem saber como tirá-la daqui. Para onde quer que eu olhe, pra onde quer que eu vá, essa dor acompanha, ela se resume em lágrimas que me deixam de nariz vermelho e entupido e com um gosto horrível na boca. Acho que esse é uma das coisas mais amargas que já experimentei na vida, é pior do que aquele gosto de cabo de guarda-chuva que fica na boca pela manhã. E o que intensifica mais ainda a dor da perda é a certeza de que é preciso esquecer sem ter ideia de como fazê-lo. Um dia acontece, e aí você percebe que passou. Mas até lá…

“Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
e te querendo eu vou tentando te encontrar
Vou me perdendo…”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: