Quando reaprendi a chorar

Revisitando fotos, posts, comentários… um museu virtual, interno, pessoal, interpessoal, público, privado. A vida estava tranquila, mas eu já não sabia o que era chorar. Veio um idiota e abriu um coração que há muito estava fechado. Lágrimas de muitos anos, contidas numa pressão que causava dor de cabeça. Vieram a tona, numa dor insuportável, transformando-se em ódio seguido de indiferença. Eu reaprendi a chorar! Dizem que tudo acontece por um motivo, uma razão. Eu só queria saber qual era a razão para tanta dor, tão desnecessária, causada pela relação com alguém que em nada me acrescentou, me induzindo a um estado depressivo que me fazia desejar cair num eterno sono sem sonhos. Hoje, vendo a facilidade que uma lágrima tem para escorrer sobre meu rosto, é que percebo por quê. Nunca mais dores de cabeça por lágrimas presas. Sem medo de chorar, sem medo de viver.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: