Não está

Acordei um pouco confusa, olhei para o lado e apenas vi a hora. “Não está aqui”. E por que haveria de estar? Não havia indícios de que estaria lá. Ou havia? Não sei. “É tão estranho como a mente prega peças”, pensei. Jurei que estava, mas foi só colocar os óculos para perceber que realmente não estava; foquei, olhei de perto, franzi a testa e constatei: “realmente, não está aqui”. Talvez nunca esteve, foi uma ilusão. Costumava ficar ao lado do relógio, mas não havia nada, nem um sinal de que esteve ou que viria em breve. Olhei para cima, suspirei, “talvez amanhã esteja. Ou não.”, e voltei ao pequeno mundo dos sonhos esquecidos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: